Topo
Reviews

Arimbá: comida de alma e sotaque caipira na Pompeia

Comida com gosto, sabor, alma e preços honestos não se encontra em qualquer esquina. Mas esta parece ser a aposta do Arimbá, inaugurado há 2 meses na Pompéia, zona oeste de São Paulo. O restaurante, em si, já é um convite à intimidade de Angelita Gonzaga, ex-Garimpos do Interior. Capixaba, ela desfila entre cozinha, fogão à lenha e as mesas do salão, oferecendo sua simpatia e seu apreço pelos temperos caipiras.

Extenso, o cardápio reúne pratos de cozinha de roça, no melhor sentido que isso possa significar. Para beber, aposte na caipirinha com limão e rapadura. Mas para comer, comece pelo rojão (R$ 43,90), uma espécie de espeto de carne suína, que acompanha farofa e molho de maracujá. Bem servido, traz um tempero caprichado de interior que vai fazê-lo lembrar as quermesses da infância, no pátio da igreja.

O Capiau (R$ 44,50 – foto abaixo), de peito bovino picado com abóbora, é saboroso, mas não chega a encantar. Já o arroz de pampas (R$ 43,50), com fatias de contra filet, feijão andu, ovos e cubinhos de queijo exige um “repeteco”.

Para terminar e adoçar a vida, há opções como os artesanais churros rústicos (R$ 16,50 – 6 unidades), feitos com banana da terra e o mais-do-que-saboroso pudim de doce de leite (R$ 14,50).

No Arimbá, ambiente, perfumes, aromas e pratos são um convite ao interior, e muita coisa há para ser explorada neste cardápio. Como aquela viagem de fim de semana que deixa saudades, Arimbá exige várias visitas.

Comments

comments

«

»

what do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga o Find and Eat no Instagram

Instagram has returned invalid data.