Topo
Reviews

Tan Tan Noodle Bar: ótimos lámens e drinques autorais em Pinheiros

Faz pouco mais de um mês que o Tan Tan Noodle Bar foi inaugurado, em Pinheiros, e as filas de espera ainda continuam, mesmo em dias de semana. Apesar dos minutinhos de espera, não à toa, o bar já é bem frequentado por foodies e orientais.

Despretensiosamente, sente-se no balcão. A experiência é mais completa quando se observa a performance do chef Thiago Bañares, finalizando cada prato e o entregando ao garçom. Os sabores das iguarias que saem dali denunciam sua experiência, que acumula passagens por restaurantes como D.O.M., Arturito e Z Deli.

Para começar, há diferentes opções de entrada que podem servir uma pessoa ou serem compartilhadas. Entre as mais famosas estão o agridoce Tebá (R$ 20), uma “mini-montanha” de asinhas de frango cozidas em baixa temperatura e finalizadas na chapa e o Yoshoku Steak (R$ 24), belas fatias de miolo de paleta bovina na chapa, temperadas com mostarda, shoyu e molho inglês. Mas não param por aí. Prove também o Torí Sandu (foto – R$ 24), um sanduíche de sobrecoxa desossada e frita, com nori e picles.

Entre os lámens, há sempre pelo menos quatro opções diferentes. O mais indicado e preferido da equipe é o Shoyu (foto – R$ 32) que, além dos 250 ml de caldo feito à base de porco e frango, leva tyashu, ovo, cebolinha, nori e naruto. Único e intenso do início ao fim, o sabor supera qualquer noção prévia que você possa ter, baseada em sopinhas de macarrão. Dá mesmo vontade de provar todas as versões.

Para beber, há 11 opções de coquetéis autorais, assinados por Danilo Rodrigues, como o Hakuna Matata (R$ 18), que leva run, fernet, mel e limão, o Gin & Tonic Tea (R$ 27), com gin, tônica, chá branco, hortelã e grapefruit, e a “belezinha” do Godira (R$ 27), servido em uma canequinha de cobre, com shochu de batata doce, suco de limão e gingerbeer. Entre os não alcoólicos, prove as opções de chá (R$ 8).

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Para fechar, a aposta da casa são as kakigori (R$ 15), raspadinhas de gelo, produzidas ali mesmo por uma máquina japonesa. Há opção de calda com morango e também, com um sabor mais exótico, a de chá verde com leite condensado.

A impressão que dá é que, periodicamente, a casa deva renovar as opções lámen do menu. Bela desculpa para voltarmos.

Comments

comments

«

»

what do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Siga o Find and Eat no Instagram

Instagram has returned invalid data.